"Sofrimento é passageiro, desistir é para sempre"

"Sofrimento é passageiro, desistir é para sempre" Lance Armstrong


quinta-feira, 9 de março de 2017

Banco é condenado a indenizar gerente por assédio moral

Por Patrícia Sales

A Justiça do Trabalho do Distrito Federal, por meio da magistrada Natália Queiroz Cabral Rodrigues, e, exercício na 22a Vara do Trabalho de Brasília, condenou um banco a indenizar um gerente em R$ 50 mil, por dano moral, em função de assédio sofrido por esse de um superior hierárquico.
O autor disse ter sofrido pressão psicológica, ameaça de demissão e cobrança excessiva por cumprimento de metas, tendo ainda que transportar valores elevados em veículo próprio.
O banco, em sua defesa, alegou que o empregado jamais manuseou numerário ou foi autorizado a receber dinheiro de clientes. A decisão judicial se baseou em prova testemunhal, por meio da qual se constatou excesso de cobranças e exposição desrespeitosa de empregados. Para a juíza, as cobranças por resultados devem ser permitidas, mas pautadas pelo respeito que o trabalhador merece.

Leia mais AQUI.

Nenhum comentário:

Postar um comentário