"Sofrimento é passageiro, desistir é para sempre"

"Sofrimento é passageiro, desistir é para sempre" Lance Armstrong


segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Palestra sobre assédio moral no MPE acontece dia 9 de dezembro

Na tentativa de combater o assédio moral no Ministério Público de Mato Grosso (MPE/MT), a Associação dos Servidores do MPE (ASMIP) lança campanha contra a prática. Para debater o tema, no dia 9 de dezembro, o procurador do Distrito Federal, Rogério Oliveira Anderson, ministra palestra "Assédio Moral no Serviço Público – Consequências Jurídicas". O evento terá início às 18h30, no auditório da Procuradoria Geral de Justiça.

Levantamento realizado pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) aponta que aproximadamente 3,6 mil casos de assédio moral foram registrados em 2013 no país. Dentre os motivos que levam esta prática de conflito estão necessidade de aumentar a produtividade, competição exagerada, metas difíceis de alcançar e tentativa de forçar um pedido de demissão, no caso de empresas privadas. De acordo com o estudo, as principais vítimas são mulheres (grávidas e mães solteiras), pessoas mais velhas, obesas, homossexuais e negros. Além do setor privado, o serviço público também é alvo deste tipo de situação. 

Presidente da ASMIP, Charles Santos Reis Vitório reforça a importância em se discutir o tema. Segundo ele o assédio moral na esfera pública possui contornos diferentes, sendo que uma das razões para tal prática é a garantia da estabilidade no vínculo funcional. Não podendo ser demitido, o servidor passa a ser humilhado, sobrecarregado com tarefas inócuas, além das exigências de metas absurdas. 

Fonte: FOLHAMAX

Nenhum comentário:

Postar um comentário