"Sofrimento é passageiro, desistir é para sempre"

"Sofrimento é passageiro, desistir é para sempre" Lance Armstrong


quinta-feira, 27 de novembro de 2014

"Funcionários da Coder são orientados a combater assédio moral e sexual no trabalho"

Por Eduardo Ramos

“Assédio moral ou sexual é crime e as vítimas não devem ter medo de denunciar”. Esta foi a principal mensagem repassada pela presidente do Conselho Municipal de Defesa da Mulher, Mara Oliveira, durante palestra realizada na manhã de terça-feira (17) na sede da Coder. Por cerca de uma hora ela falou sobre os diversos tipos de assédio e respondeu as indagações feitas pelos servidores e servidoras da empresa.
 
Mara esclareceu que o assédio sexual pode ocorrer dentro ou fora do ambiente de trabalho e, em todas as situações, configura crime previsto no Código Penal. Já o assédio moral ocorre no âmbito profissional e geralmente é praticado por pessoas que ocupam cargos de chefia.
 
“Ridicularizar, impor tarefas impossíveis de serem cumpridas ou que resultem em constrangimento à pessoa são algumas formas do assédio moral. Muitas vezes o trabalhador não reage e, por conta desse tratamento opressivo, acaba desenvolvendo doenças como a depressão ou assume um comportamento violento no ambiente familiar”, alertou.
 
A orientação é para que as vítimas, ou colegas que presenciem esse tipo de atitude, denunciem a prática aos diretores da empresa e, caso persista a situação, procurem a Justiça do Trabalho ou registrem o caso numa delegacia de polícia.
 
Autoestima
 
A palestra foi realizada a pedido da direção da Coder e contou também com a participação de uma enfermeira da Secretaria Municipal de Saúde, que ressaltou a relação entre o ambiente de trabalho e uma vida saudável.
 
Conforme o diretor administrativo da Coder, Sérgio Luiz Teixeira Gomes, a palestra teve cunho preventivo e faz parte das atividades visando orientar a equipe e melhorar o ambiente de trabalho na empresa. “É fundamental que todos os servidores conheçam seus direitos e deveres. Defendemos o respeito e a convivência saudável no ambiente de trabalho e estamos vigilantes para combater qualquer abuso”, afirmou.
 
A palestra de ontem foi a penúltima programação prevista no calendário de atividades organizado pelo Departamento de Recursos Humanos da Coder. A empresa encerrará este calendário no próximo dia 13 de dezembro, com um culto ecumênico e um café da manhã oferecido a todos os servidores.
 
“No ano que vem daremos sequência às atividades orientativas, buscando sempre aumentar a conscientização e elevar o sentimento de autoestima da equipe”, disse Wilson Viana, responsável pelo Departamento de RH da Coder.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário