"Sofrimento é passageiro, desistir é para sempre"

"Sofrimento é passageiro, desistir é para sempre" Lance Armstrong


quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Fantasma do assédio moral volta a assombrar a Caixa em Rondônia

Um dos maiores males nas relações de trabalho voltou a ocorrer nos departamentos da Caixa Econômica Federal em Rondônia em Porto Velho. Uma gestora foi denunciada ao Sindicato dos Bancários e Trabalhadores do Ramo Financeiro de Rondônia (SEEB-RO) por praticar assédio moral com os empregados que participaram da greve deste ano, e parece que o tratamento desigual e de constrangimento continuou após o fim da paralisação.


Por conta disso, na manhã de terça-feira (13/10) dirigentes sindicais se reuniram com o departamento jurídico e de pessoas e com a gerente da agência Madeira-Mamoré para discutir o assunto e buscar uma solução para o problema que afeta a todo o ambiente de trabalho.


Essa prática de assédio moral explícito volta a acontecer na Caixa depois de 10 anos, quando em 2004, um caso de assédio moral foi tão grave que o Ministério Público do Trabalho obrigou a instituição financeira a assinar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC).



Perseguições

“Não podemos admitir que esse tipo de conduta dos gestores volte a acontecer na Caixa, pois sabemos que a perseguição aos empregados é uma prática inaceitável e imoral, e deve ser combatida com firmeza e vigilância permanente. Por isso esperamos que a gestora se reposicione a respeito de sua conduta e que a Caixa esteja atenta a este tipo de coisa, para que não volte a acontecer nunca mais”, menciona Cleiton dos Santos Silva, diretor de Formação Sindical do SEEB-RO e diretor da Fetec-CN, que participou da reunião em companhia do presidente interino do Sindicato, Euryale Brasil.

Fonte: RONDONIADINAMICA

Nenhum comentário:

Postar um comentário