"Sofrimento é passageiro, desistir é para sempre"

"Sofrimento é passageiro, desistir é para sempre" Lance Armstrong


quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Comcap afasta gerente acusado de assédio moral e termina a greve

Presidente da Companhia atendeu a última das reivindicações, afastando servidor acusado

 Por: Róbinson Gambôa

Os trabalhadores da Comcap aprovaram em nova assembleia, ocorrida no início da manhã desta terça-feira (11), o fim da greve que durou 24 horas. De acordo com um dos dirigentes do Sindicato da categoria, João Tomás, a presidência da Companhia atendeu, ainda no final da tarde de segunda-feira (10), a última das reivindicações da entidade, demitindo um servidor que comanda o escritório da Comcap no Norte da Ilha.
O nome do coordenador não foi divulgado, mas se trata de um homem de 38 anos, que atua na Comcap há 12 anos. Ele é suspeito de cometer assédio moral, faltando ao respeito com os trabalhadores, que se sentem humilhados, conforme explicou João.
Logo após o início da paralisação ainda na manha de segunda-feira, o presidente da Comcap, vereador Ricardo Vieira, recebeu uma comissão do Sindicato na sede da empresa, no bairro Estreito, para discutir as reivindicações. No final da tarde, a Comcap emitiu uma nota oficial, publicada no seu site e também na sua página das redes sociais, afirmando que 90% das reivindicações dos trabalhadores seriam atendidas, como compra de equipamentos de proteção individual, aquisição de novos maquinários, liberação de R$ 2 milhões para pagamento dos fornecedores e para aquisição de peças para os caminhões.
Segundo a nota, a companhia prometeu instaurar um processo administrativo pra averiguar as denúncias de assédio moral apresentadas pelo Sindicato. Para Ricardo Vieira, a greve não tem justificativa, já que, segundo ele, todas as demandas estão sendo atendidas.
- Propus para eles uma nova visão de futuro para a empresa. Para superar a situação histórica de dificuldades orçamentárias e excessiva dependência do poder público, trabalhamos por um futuro mais rentável para a Comcap -, esclareceu.
Conforme João Tomas, ainda faltava a confirmação do afastamento do coordenador do Norte da Ilha para que a proposta de voltar ao trabalho fosse levada a uma nova assembleia, o que só aconteceu no final da tarde de segunda-feira.
Para Ricardo, o futuro da Comcap passa por discussões permanentes entre a direção, o sindicato e os empregados. O presidente respondeu alguns questionamentos feitos pelos trabalhadores, e enumerou o que pretende promover em termos de modernização das instalações e de equipamentos, para melhorar as condições de trabalho.
Conforme a companhia, a produção de resíduos sólidos aumenta 25% no verão em relação à baixa temporada. Com maior volume e as dificuldades de deslocamento, os roteiros de coleta acabam atrasando, tornando as jornadas de trabalho mais extensas e cansativas.

Fonte: Tudo Sobre Floripa

Nenhum comentário:

Postar um comentário