"Sofrimento é passageiro, desistir é para sempre"

"Sofrimento é passageiro, desistir é para sempre" Lance Armstrong


quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Agora, carteiros ameaçam parar por assédio moral


Trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) voltam a realizar uma assembleia, nesta segunda (14), no começo da noite. Depois de encerrar uma das maiores greves da categoria nos últimos anos — foi deflagrada em setembro e terminou apenas na quinta-feira passada — agora os trabalhadores ameaçam parar por denúncias de assédio moral.
Segundo a direção do Sindicato dos Trabalhadores nos Correios do Paraná (Sintcom), na volta ao trabalho, vários trabalhadores denunciaram que sofreram assédio e perseguição por conta da adesão à greve. Alguns dizem que foram transferidos de unidades. A assembleia acontece na sede do sindicato.
Na sexta-feira passada a direção da Superintendência Regional da ECT em Curitiba emitiu nota informando que as transferências fazem parte do Plano de Continuidade dos Negócios. “Os Correios programaram o remanejamento temporário de empregados e recursos materiais para unidades com maior volume de objetos postais em atraso. O objetivo é normalizar a entrega de cartas e encomendas no prazo de sete dias úteis. É prática comum da empresa o deslocamento de empregados para apoio operacional sempre que há aumento pontual de objetos em determinadas unidades”, diz a nota.

Fonte: BemParaná

Nenhum comentário:

Postar um comentário