"Sofrimento é passageiro, desistir é para sempre"

"Sofrimento é passageiro, desistir é para sempre" Lance Armstrong


terça-feira, 7 de maio de 2013

Assédio moral no trabalho é tema de seminário promovido pelo Cerest


A exposição dos trabalhadores a situações humilhantes e constrangedoras durante a jornada de trabalho e no exercício das funções serão os assuntos principais do primeiro Seminário Estadual de Enfrentamento ao Assédio Moral, que acontece nesta quarta-feira, 8, no auditório da Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho (Fundacentro), em Belém. O evento é uma realização do Centro de Referência Estadual em Saúde do Trabalhador (Cerest), vinculado à Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).
Segundo os organizadores, o objetivo é debater formas de resistência a assédio moral a fim de fomentar a criação de estratégias institucionais de enfrentamento a esta prática. A atividade contará com a participação de facilitadores de referência nacional e estadual, no campo da Saúde e do Direito, com discussões sobre o Assédio Moral no Trabalho no contexto do Neoliberalismo, Repercussões do Assédio Moral na Saúde do Trabalhador, Assédio Moral no Serviço Público, Assédio Moral e Implicações Jurídicas.
O público alvo é constituído por profissionais dos Cerest’s e profissionais de Saúde Pública do Pará, bem como os vinculados aos Conselhos; representantes legislativos do Estado e dos Municípios; Centrais Sindicais e Sindicatos de trabalhadores e patronais; Ministério Público do Trabalho; Defensoria Pública; Ministério do Trabalho e Emprego; INSS; Universidades; Fundacentro e demais secretarias estaduais.
Em nota técnica, a equipe do Cerest informa que, entre os acolhimentos realizados no período de 2008 a abril de 2013 com trabalhadores de diversos ramos de atividades, o assédio moral é o terceiro agravo de maior prevalência, totalizando 29 denúncias, das quais 24 oriundas de mulheres - sendo 14 provenientes do setor privado e dez do setor público -, além de cinco homens, sendo um do setor privado e quatro do setor público.
Segundo o jurista Luiz Salvador, que virá de Curitiba especialmente para participar do seminário, “a humilhação repetitiva e de longa duração, que constitui o assédio moral, interfere na vida do assediado de modo direto, comprometendo sua identidade, dignidade e relações afetivas e sociais, ocasionando graves danos à saúde física e mental, que podem evoluir para a incapacidade laborativa, desemprego ou mesmo a morte, constituindo um risco invisível, porém concreto, nas relações e condições de trabalho”.
Serviço: O primeiro Seminário Estadual de Enfrentamento ao Assédio Moral. Nesta quarta-feira, 8, das 8h às 16h30, no auditório da Fundacentro, em Belém, localizado à rua Bernal do Couto, 781, entre Generalíssimo Deodoro e Dom Romualdo Coelho. Informações no Cerest Pará pelo fone (91) 4006-0065.
Texto:
Mozart Lira - Sespa
Fone: (91) 4006-4822 / 4823 / 
Email: ascomsespa@gmail.com

Secretaria de Estado de Saúde Pública
Av. Conselheiro Furtado nº 1597 Cremação - CEP: 66040-100
Fone: (91) 4006-4809 / 4803
Site: www.sespa.pa.gov.br Email: gabinete.sec@sespa.pa.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário