"Sofrimento é passageiro, desistir é para sempre"

"Sofrimento é passageiro, desistir é para sempre" Lance Armstrong


quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Seeb/Acre debate assédio moral

(Rio Branco-AC) - Nos últimos dias do mês de janeiro, a diretoria do Sindicato dos Bancários do Acre esteve reunida com os empregados da Caixa Econômica Federal, agência Rio Branco, para prestar informes e entregar a Revista dos Bancários, assim como a cartilha sobre Assédio Moral.

Na avaliação do diretor do Sindicato, Jorge Luiz Nichelli, o encontro teve repercussão bastante positivo entre os participantes.

O presidente do Sindicato dos Bancários, Edmar Batistela, abriu a reunião, avaliando as conquistas da última campanha salarial e agradecendo a participação da categoria no enfrentamento contra os patrões. Os dirigentes Irlan Sandra, Manoel Façanha, Francisco Leitão e Francisco Bandeira estiveram presente no encontro.

Entre os assuntos abordados o principal foi o Assédio Moral no local de trabalho, atualmente, o maior índice de adoecimento da categoria devido ocasionar o stress, a discriminação, o constrangimento a humilhação.

No encontro diretores sindicais afirmaram seu compromisso com os bancários no combater ao Assédio Moral, uma prática que vem crescendo dentro das unidades bancárias e, a cada dia, chegam mais casos de denúncia a respeito desta prática de abuso de poder.

O presidente do Sindicato, Edmar Batistela, após o encontro, afirmou que as denúncias serão devidamente tratadas e acompanhadas pelo Sindicato.

Na reunião ficou ainda definida a eleição de delegado na unidade, ocorrida no dia posterior, com Francisco Bandeira e Israel Paiva eleitos para o cargo para os cargos de delegado e suplente, respectivamente.

Por fim, a diretoria do Sindicato deixou claro aos presentes que não se calará, caso haja atitudes arbitrarias nas relações de trabalho.

Contraf-CUT retoma negociação permanente com Caixa

A Contraf-CUT, federações e sindicatos retomam negociação permanente com a Caixa Econômica Federal na quarta-feira (20), 14h, em Brasília. Nesta segunda rodada de negociações de 2013, a primeira aconteceu dia 15 de janeiro, um dos principais pontos de discussão será a criação de regras para o descomissionamento dos empregados, uma conquista dos bancários garantida no Acordo Aditivo da Caixa à Convenção Coletiva 2012-2013.

O acordo aditivo prevê ainda que as regras sejam criadas com a participação das entidades representativas dos empregados. "Vamos entregar ao banco um documento com as contribuições dos trabalhadores, resultado dos nossos debates e congressos. Nossa contribuição é no sentido de que as regras sejam transparentes. Queremos que sejam incluídos pontos como tempo de avaliação e que o empregado tenha um retorno sobre sua atuação, para que não seja pego de surpresa", saliente Jair.

Na pauta estão ainda temas como condições de trabalho, saúde do trabalhador, a implantação do Sistema de Automação de Produtos e Serviços de Agências (Sisag), em andamento em 243 unidades, abertura de novas agências sem contratação de novos bancários, além da rotina de trabalho dos tesoureiros, marcada por fortes demandas, por alto grau de responsabilidade e pala exposição a riscos.

Fonte: FETEC CUT

Nenhum comentário:

Postar um comentário