"Sofrimento é passageiro, desistir é para sempre"

"Sofrimento é passageiro, desistir é para sempre" Lance Armstrong


sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Consequências do Assédio Moral e Sexual na Organização


Na sociedade a empresa torna-se um não referencial no mercado

Quando uma organização se envolve com problemas relacionados á assédio moral ou sexual esta passa a estar exposta e vulnerável a seus funcionários e por sua vez aos seus clientes e colaboradores externos. 

Um dos problemas que surgem quando há assédio na empresa, é o aumento do turnover, ou seja, a rotatividade de funcionários, envolvendo gastos com recursos humanos, além de envolver diretamente o emocional dos funcionários causando falta de motivação e desconfiança da organização. 

O autor Adonir Rocha Both (2012, p. 326), lista alguns dos problemas que surgem quando a empresa envolve com assédio moral entre eles estão, aumento da acidentabilidade, absenteísmo, litígio com a justiça trabalhista, degradação do ambiente de trabalho, clima organizacional ruim, menor eficiência e qualidade do trabalho realizado, resultados sofríveis e menor produtividade, retrabalho, dificuldades de relacionamento com os clientes, falta de reputação ligado á confiança e credibilidade entre funcionários e líderes, mudança de comportamento dos funcionários causando resistência e sabotagem dos mesmos, menos iniciativa e aumento da tensão, danos materiais e psicológicos. 

Alguns acréscimos fizeram-se necessário devido a extensão do assédio sexual, ambos causam danos muitas vezes irreparáveis na organização, devido a abrangência da repercussão, e a organização tenta se equilibrar entre apagar os incêndios e renovar a gestão. 

Na sociedade a empresa torna-se um não referencial no mercado, e passa a ter problemas com contratações e com os clientes externos, no fechamento de contrato, além dos resultados não serem produtivos refletindo a situações interna. 

Um dos maiores marketings que a empresa possui é o boca-a-boca, funcionários desmotivados e se sentindo desrespeitados divulgam e falam sobre as situações que acontece para as outras pessoas, causando uma imagem completamente negativa da empresa. 

Especificamente sobre o assédio sexual, o mesmo é caracterizado por incitações sexuais inoportunas, solicitações sexuais ou outra manifestações que seguem a mesma índole, podendo ser verbal ou física, com o objetivo de prejudicar uma pessoa, de forma a criar uma situação de ofensa, intimidação, ou abuso no ambiente em que é praticado, para que o mesmo aconteça é necessário que haja uma relação de hierarquia na organização. 

O Ministério da saúde em seu portal dá alguns exemplos de atos caracterizados como assédio sexual, como: 
“Pedidos de favores sexuais pelo superior hierárquico com promessa de 
tratamento diferenciado em caso de aceitação; 
Ameaças ou atitudes concretas de represália no caso de recusa, como a perda do 
emprego ou de benefícios; 
Abuso verbal ou comentário sexista sobre a aparência física; 
Frases ofensivas ou de duplo sentido; 
Alusões grosseiras, humilhantes ou embaraçosas; 
Perguntas indiscretas sobre a vida privada do trabalhador; 
Elogios atrevidos; 
Convites insistentes para almoços ou jantares; 
Insinuações sexuais inconvenientes e ofensivas; 
Solicitação de relações íntimas ou outro tipo de conduta de natu¬reza sexual, 
mediante promessas de benefícios e recompensas; 
Exibição de material pornográfico, como o envio de e-mail aos subordinados; 
Pedidos para que os subordinados se vistam de maneira mais provocante ou 
Sensual. 
Apalpadelas, fricções ou beliscões deliberados e ofensivos. 

As principais consequências para a saúde do assediado, são o estresse emocional, sentimento de culpa, perda do poder da concentração, transtorno de adaptação, ansiedade, insegurança, baixa autoestima, perda da produtividade e a falta de motivação já citada anteriormente. 

Especificamente o agressor pela lei, de acordo com Gabriel Alexandrino Alves, em seu artigo o assédio sexual na visão do direito do trabalho, acrescenta que: 
“... com a promulgação da Lei n.º 10.224 de 2001, que acrescentou o art. 216-A ao Código Penal brasileiro, o assédio sexual passou a ser considerado crime, sujeitando o assediador à pena de um a dois anos de detenção.” disponível em: (http://jus.com.br/revista/texto/4476/o-assedio-sexual-na-visao-do-direito-do-trabalho

Enfim, percebe-se no assédio sexual, uma grande perda para o funcionário que o comete e comprovado que a empresa não tem ligação com tal prática, fica isenta do processo, porém o seu nome da organização é envolvido de maneira indireta e associado á tais práticas o que levará um tempo até que cai no esquecimento dos demais colaboradores , da imprensa em alguns casos e dos clientes externos. O assédio sexual quando se torna público, afeta a empresa financeiramente, pois perde nome e consequentemente contratos além de gastos com advogados para a isenção da empresa em determinada prática. 

Estas questões de assédio moral e sexual, são situações que devem ser tratadas e conversadas na empresa através da implantação de um código de ética, e no estabelecimento de normas e condutas da empresa pois a ética trata destas questões determinando o certo e o errado dentro da organização. Cabe à mesma zelar para a preservação de conceitos moral e éticos dentro dela e na fiscalização das condições de saúde física e emocional do trabalhador atuando para identificar possíveis assédios e na prevenção dos mesmos. 

Referências Bibliográficas

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Assédio Sexual: violência e sofrimento no ambiente de trabalho. http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/CartilhaSexual.pdf. Acessado em: 13/11/2012

FRANCO, Décio Henrique; RODRIGUES, Edna de Almeida; CAZELA, Moises Miguel.(Orgs.) Tecnologias e ferramentas de gestão. Campinas: Alínea, 2011.

ALVES, Gabriel Alexandrino. O assédio sexual na visão do Direito do Trabalho. Jus Navigandi, Teresina, ano 8, n. 130, 13 nov. 2003 . Disponível em: <http://jus.com.br/revista/texto/4476>. Acesso em: 13 nov. 2012.


Fonte: PORTAL EDUCAÇÃO 


Licença de uso

Um comentário:

  1. É um estudo muito bem laborado, tivi a oportunidade de ler e aprender muito quantos as consequencia do assedio sexual.

    ResponderExcluir