"Sofrimento é passageiro, desistir é para sempre"

"Sofrimento é passageiro, desistir é para sempre" Lance Armstrong


segunda-feira, 2 de abril de 2012

UMA VERGONHA PARA O BANCO DO BRASIL

ADAILTON SANTOS
Pituba – Salvador – BA



Na sexta-feira, dia 02/03/2012, estando em Maracás, acompanhei um amigo até o Banco do Brasil, presenciei um verdadeiro absurdo cometido pelo gerente da agência.



Edivaldo comentando comigo e amigos que pretendia financiar um veículo, uma cliente que já financiou um veículo nessa agência, lhe disse: procure seu Raimundo, o que usa cadeira de rodas. Ele fez o meu financiamento! Ele é gentil, tira as dúvidas, explica quais os melhores prazos e juros, faz uma simulação do seguro na mesma hora. Procure-o!


Nos dirigimos ao banco e lá procuramos o funcionário indicado. Atendimento inicial, verificação de documentos pessoais, informações sobre o financiamento e seguro do veículo. Bom atendimento.


Senhor Edivaldo, por gentileza, me forneça seu contracheque, Identidade, comprovante de endereço..., preciso atualizar seu cadastro para gerar os limites e poder efetuar o financiamento do veículo. Pediu o funcionário.


Como Edivaldo já possui um veículo, o funcionário logo providenciou em fazer o seguro do carro, nos informando do perigo que corria em trafegar com o veiculo sem seguro, em seguida atualizou o cadastro.Aí veio o absurdo.


O funcionário passou os documentos para o gerente fazer algum tipo de confirmação, ou coisa parecida. Ficamos a esperar. O funcionário pede mais uma vez. Nada. Volta a pedir. Depois de uma hora, mais ou menos, o gerente parecendo descontrolado, gritando, diz ao funcionário:
– você esta estressado! Pra que esse estresse?
          – ainda vou verificar os documentos, você que espere!
– você esta muito nervozinho e apressado...
Responde o funcionário: "o cliente está esperando, preciso contratar o financiamento e um seguro do veículo".

Volta o funcionário nos pedindo desculpas (era nítido o abatimento e a vergonha na face do funcionário). Com isso só conseguiu fazer o seguro do carro. Seu horário de trabalho se esgotou. Lá foi ele pedir a outro colega para terminar o que havia começado. Por fim, Edivaldo terá que perder mais um dia.


Depois do que presenciei, sair da agência me perguntando: Como pode um gerente humilhar um funcionário dessa maneira? Será por falta de treinamento ou incompetência? É proibido o atendimento ágil e cortês?


Na vida, já vi e ouvir de tudo. Menos uma atitude absurda e vergonhosa como essa, o pior, logo numa agência do Banco do Brasil.


O Blog Assediados Adverte: Assédio Moral no Trabalho Adoece e Mata.

8 comentários:

  1. Realmente, isso é vergonhoso. O pior é que acontece a todo o momento e não existem autoridades para tomar nenhuma providência. Não pensem que é somente em Maracás que acontence esse tipo de humilhação, em muitas outras agências ocorrem o mesmo, claro que em Maracás o caso é tão sério que funcionários não ficam na cidade, pedem transferência.

    ResponderExcluir
  2. Corretíssimo caro leitor. Uma vergonha seja em Maracás ou em Marrakech!
    Só união, denúncia e cobrança sistemática aos nossos legisladores, serão capazes de transformar a triste realidade dos assediados.
    Gratos por sua participação.
    Volte sempre!
    Assediados

    ResponderExcluir
  3. Como funcionário e vítima de assédio moral no Banco do Brasil, entendo perfeitamente o que o colega passou. No meu caso, foram 4 anos de perseguições, humilhações, perdas financeiras, problemas de saúde (tiques nervosos, gastrite, depressão, tendinite,ansiedade generalizada, problemas intestinais, enxaquecas, stress,etc). Foram e continuam sendo muitos os gastos com psicólogo, remédios (faixa preta e anti-depressivos, anti-inflamatórios) , terapia para tendinite, desejo constante de suicídio. Somente depois de acionar o Banco na Justiça Trabalhista é que me deixaram em paz (permaneço na ativa). Graças a Deus e a minha família, hoje estou melhor, mas com sequelas para o resto da vida.Infelizmente, é cada vez mais comum esse tipo de atitude no Banco do Brasil, um dos que mais lucra neste país às custas de Assédio Moral. DENUNCIE, esse é o caminho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alexandre,
      Seja muito bem-vindo ao Assediados.
      Posturas como a sua de denúncia ao assédio moral, são as únicas capazes de fazer alguma diferença.
      Infelizmente todos que fomos ou somos vítimas de assédio moral no trabalho, levaremos para sempre as sequelas desta tortura. Sobreviver já é uma grande vitória.
      Caso deseje contar a sua história, teremos prazer em publicá-la.
      O nosso sofrimento não pode ter sido em vão. Dividir isso com outros pode ser a grande inspiração que lhes falta para encontrar uma saída.
      Um grande abraço
      Assediados

      Excluir
    2. Parabéns, Alexandre!
      Pela coragem e disposição em defender o que todos deveriam compactuar, mas infelizmente, vivemos um dia a dia numa empresa em que os funcionários estão entregues a qualquer coisa, qualquer porcaria de presidente e diretoria nomeados não por competência, obviamente, mas por motivos políticos e favorecimentos escusos. Em que se transformou o Banco do Brasil, senão no pior banco público do país para se trabalhar, uma das piores estatais, com um grande número de puxa-sacos ou inertes que mantém todos os problemas relatados e só vêem o seu lado no curto prazo. Literalmente vergonhoso!
      Digo sempre: sou contra ficar contra, mas no BB não tem outro jeito, ou você é boi de piranha ou não! Relatarei quando chegar minha vez no tribunal trabalhista, minha paciência não existe mais, estou na sobrevida da mesma. Quem quer respeito, tem que dar respeito!!!
      Fábio.

      Excluir
  4. Sou cliente da Agência do Banco do Brasil na cidade de Maracás (BA) desde 2003, mesma agência onde trabalha o funcionário Sr. Raimundo. Esse funcionário chegou a nossa cidade no final de 2005. Desde então eu e a população da cidade, fazemos questão de sermos atendidos por ele, pois é super educado, presta todos os esclarecimentos sobre juros, pacotes de serviços, cartão de crédito etc. Informações que antes não nos era passada. É um senhor de cabelos brancos, cadeirante, e mesmo assim está sempre com um sorriso no rosto. Bom dia, boa tarde, por favor, o que o senhor ou a senhora deseja, aguarde um pouco por gentileza, essas são as frases mais usadas por ele.
    Não entendo porque o banco (nesse caso, o gerente) dispensa esse tipo de tratamento aos funcionários. Mas na verdade, é esse o tratamento do gerente com ele e com os demais funcionários dessa agência. Só acredita que vai ao Banco, é coisa de fazer vergonha a qualquer um ser humano.
    Cadê o Sindicato dessa categoria?
    Deixo aqui o meu repúdio para esse Gerente, Marcos é nome dele. Esperamos que o Banco do Brasil possa abolir de vez o Assédio Moral. Vale salientar que esse não o primeiro caso nessa agência, muitos funcionários pediram transferência para outras cidade, acredito que por terem passado pelo mesmo problema.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anatólio,
      Estamos felizes por sua visita e pela descrição dos ótimos serviços do Sr. Raimundo. O mundo padece por falta de gentileza e respeito ao próximo.
      Este senhor gentil, de cabelos brancos e cadeirante como é descrito, merece certamente o apoio do seu Sindicato.
      Felizmente em um processo ele poderá contar com testemunhas como você, o Adailton Santos e certamente muitas outras pessoas de bem que se sentem indignadas com tanto desrespeito.
      Para um assediado, encontrar testemunhas idôneas dispostas a testemunhar é uma coisa muito importante.
      Quem sabe o Sr. Raimundo não esteja precisando de uma "forcinha", de palavras de apoio e ânimo para que se sinta encorajado a denunciar? Sem a denúncia dele nada pode ser feito. Mas o apoio da família e dos amigos é indispensável!
      Parabéns a aqueles que têm o coração cheio de bons sentimentos e são capazes de indignar-se com as injustiças.
      Um abraço
      Assediados

      Excluir
  5. DIA 21/07 FACO 26 ANOS DE BB. TOMEI POSSE COM 23 ANOS DE IDADE E O TEMPO PASSOU RAPIDO DEMAIS. NUNCA SENTI ORGULHO OU ALRGRIA EM TRABALHAR. TUDO O QUE CONHECO SOBRE TRABALHO ASSOCIO A TRISTEZA E TORTURA POIS O BB FOI O UNICO EMPREGO QUE TIVE. A SENSACAO E QUE NESTES 26 ANOS FUI CONDENADA A UM REGIME DE PRISAO SEMI ABERTO COM DIREITO A DORMIR EM CASA. NUNCA TIVE HORA PARA SAI APSESAR DE NAO OPTAR POR NENHUM CARGO COMISSIONADO. SEMPRE TRABALHEI (FUI OBRIGADA A TRABALHAR) MUITO ALEM DAS 6 HORAS DO CONTRATO DE TRABALHO SEM DIREITO A HORA DE ALMOCO, TRATADA POR CLIENTES COMO LIXO COM A CONIVENCIA DO EMPREGADOR, NAO VI MEUS FILHOS CRESCEREM, VIVI COMO ZUMBI POIS NAO CONSEGUIMOS CHEGAR EM CASA E SIMPLESMENTE APAGAR DE NOSSAS MENTES A MEDIOCRIDADE E A ESTUPIDEZ VIVIDA NAS 8 OU 10 H QUE PASSAMOS EM UMA AGENCIA DO BB. CHEGAMOS SUGADOS E SURRADOS EM CASA, HOJE ( HA CERCA DE 10 ANOS) TOMO TARJA PRETA, VIVO HA 10 ANOS COM MEDO DE DORMIR, AGONIADA EM COMECAR MAIS UM DIA . SINTO NAUSEAS AO ME VESTIR PARA TRABALHAR, PAGO CONSULTAS A PSIQUIATRA, ME SINTO FORA DA REALIDADE, NAO TENHO SEGURANCA, NAO ACREDITO MAIS EM MIM, JA NAO SEI BEM O QUE E REAL OU NAO. ME SINTO NO FUNDO DO POCO. SE ALGUEM SE SENT ASSIM TAMBEM ME AJUDE, PRECISO CONVERSAR COM QUEM POSSA ENTENDER...

    ResponderExcluir