"Sofrimento é passageiro, desistir é para sempre"

"Sofrimento é passageiro, desistir é para sempre" Lance Armstrong


terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Assédio Moral: quando o despreparo gera um problemão

 

O prejuízo por ir muito além do processo legal

 

assedio_moral_no_trabalho Dia desses, tomava café com um advogado que responde pelo Jurídico de uma grande empresa de São Paulo. O intenso movimento de expansão das indústrias levou a empresa a ampliar a produção através de uma nova unidade no interior. Para dar conta da produção quase que imediata, alguns cargos foram preenchidos por colaboradores sem qualquer perfil de liderança. Um destes causou um dos piores episódios de Assédio Moral dentro da empresa.

O sujeito, com gargo de gerência, vinha à dias se desentendendo com outro funcionário e a qualquer falhar decidia usá-lo como exemplo para todos. Mas numa destas reprimendas em público, o funcionário se rebelou e questionou o “chefe” que não pensou duas vezes usou toda a autoridade para colocá-lo de “castigo” sentado no meio da linha de produção, onde todos pudessem vê-lo. O rapaz obedeceu e passou todo o expediente ali em silêncio. Ao final, ligou para a Polícia e fez um boletim de ocorrência por Assédio Moral, momento em que todos os outros funcionários foram listados como testemunhas.

O processo foi aberto e o resultado é previsível. Mas o prejuízo na Justiça não é o único. Ao saber do ocorrido, um cliente ficou com receio de ser vinculado ao caso e cancelou todos os pedidos. A imagem desta empresa estará por muito tempo ligada ao assédio moral. 

Mas de quem é a culpa? Do gerente que não teve qualquer respeito por seu subordinado? Da empresa que não teve critérios na seleção? Do funcionário que não se resignou? O Assédio Moral vem se tornando cada vez mais público e mostra a fragilidade das políticas de RH em muitas empresas. 

6 comentários:

  1. Não sei de quem é a culpa, mas a responsabilidade de combater este tipo de violência é de todos nós, e, nisso o Assediados tem cumprido seu papel com primazia.
    Parabéns!
    http://mentesatentas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Gratos por seu reconhecimento.
    Você está mais do que certo, o combate cabe a cada um de nós.
    Assediados

    ResponderExcluir
  3. Este blog é uma representação exata de competências. Eu gosto da sua recomendação. Um grande conceito que reflete os pensamentos do escritor. Consultoria RH

    ResponderExcluir
  4. Gratos por seu reconhecimento.
    Atenciosamente
    Assediados

    ResponderExcluir
  5. Certamente os assediados tem representado seu papel, com excelência!!!!
    O problema é que na pratica do dia a dia a maioria das pessoas que devem tratar do nosso caso para não deixar chegar ao judiciario não o faz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você está corretíssimo Anônimo,
      Se todos fizessem a sua parte, não seria necessário que as demandas chegassem à justiça e muito menos que seres humanos adoecessem e até morressem, vitimizadas por maus tratos em seus trabalhos.
      Gratos pelo comentário.
      Volte sempre!
      Assediados

      Excluir