"Sofrimento é passageiro, desistir é para sempre"

"Sofrimento é passageiro, desistir é para sempre" Lance Armstrong


terça-feira, 22 de novembro de 2011

Assédio moral no ambiente de trabalho



Slain Franco


O preconceito e o assédio moral no ambiente de trabalho podem gerar processos e brigas na justiça. De acordo com o psicanalista Antônio Lopes, o preconceito existe porque a sociedade determinou padrões estereótipos de qualificação sobre grupos de pessoas e pode variar de nação para nação.

“Encontramos costumes que para nós podem ser estranhos, mas para o outro, estranhos somos nós. Preconceito é julgar e recriminar aquilo que é fora do padrão social e cultural em que vivemos”, explica Lopes.

Geralmente o preconceituoso apresenta sintoma narcísico, julgando que tudo o é diferente dele é inferior ou errado. Esta discriminação pode prejudicar grupos de pessoas ou uma pessoa, que se sente inferiorizada e agredida por não ter sido respeitada pelo que ela é.

“Preconceito é dolorido para quem é vítima e enche de satisfação sádica a quem agride. Acontece que às vezes o preconceito agressivo ocorre porque uma pessoa vê inconscientemente no outro o que ele é, mas não gosta do que vê”, acrescenta.

Lopes comenta que o preconceito e o narcisismo provocaram o maior desastre humano já vivido que foi o holocausto. Para o especialista, dizer não ao preconceito é demonstrar sabedoria, evolução e equilíbrio mental.


Nenhum comentário:

Postar um comentário